“Espírito de Jezabel impede o crescimento da Igreja e afasta o povo de Deus”, diz pastor

O Pr. Antonio Junior traz uma ministração sobre o “espírito de Jezabel” para alertar que essa atuação demoníaca não está ligada apenas aos pecados da prostituição e da perversão.

“Na verdade, não é só isso! O espírito de Jezabel possui muitas características que impedem o crescimento da Igreja e afastam o povo da presença de Deus”, afirma o pastor.

Ele explica que Jezabel é considerada a pior mulher de todo o Antigo Testamento. Ela foi casada com o rei Acabe e trouxe para Israel práticas pagãs que desagradaram muito a Deus.

“Ela foi uma rainha muito má, que promoveu a idolatria e matou muitos profetas. Além de convencer seu marido a adorar outro deus que não fosse o Senhor, ela sustentava 850 profetas dos deuses Baal e Aserá. Esses profetas faziam rituais detestáveis, provocando a ira de Deus”, diz.

Antonio Junior diz ainda que “o mal que habitava no coração de Jezabel era tão grande, tão forte, que até Elias, um dos maiores e mais importantes profetas já levantados por Deus fugiu com medo das ameaças daquela mulher e chegou a pedir que o Senhor o matasse.”

Ele diz que “as atitudes de Jezabel contra o povo de Deus foram tão destrutivas que seu nome foi adotado por um espírito maligno muito poderoso que tem como único objetivo destruir a autoridade de Deus – e o seu alvo favorito é a igreja.”

Ele diz que em quase todas as comunidades cristãs existe uma Jezabel que engana as pessoas e impede seu crescimento espiritual, mas que “Deus quer nos usar para derrotar esse espírito maligno para que o seu povo possa ser abençoado.”

Descobrindo Jezabel

Para isso, o pastor diz que é preciso descobrir o espírito de Jezabel. Ele mostra que isso é possível, percebendo algumas características que podem apontar se existe uma “Jezabel” em sua igreja.

E a primeira delas é a prostituição.

No livro de Reis capítulo 9 conta que Jezabel era uma mulher vaidosa e acostumada a conquistar seus interesses através de sedução.

“Na Bíblia, o termo ‘prostituição’ tem o significado de infidelidade tanto conjugal como espiritual. Quando uma pessoa não é fiel a Deus, está se prostituindo, pois Jesus disse que ‘ninguém pode servir a dois senhores”’, explica.

O pastor diz que Jezabel praticava tanto a prostituição sexual, traindo o seu marido, como a feitiçaria, traindo ao Deus de Israel.

“O espírito de Jezabel entra nas igrejas através de pessoas que não estão com sua vida em santidade. Por isso os pastores e outros líderes devem tomar cuidado com quem colocam diante do altar para ministrar”, alerta.

O pastor fala ainda sobre pessoas que têm funções na igreja. “A pessoa que está à frente de algum departamento da igreja precisa estar com sua vida em santidade. Uma pessoa que está em pecado em fornicação e prostituição, por exemplo, não está preparada para liderar, pois ela precisa ser restaurada”, diz.

Sobre a prostituição espiritual, o pastor estende o alerta aos membros da igreja. “Muitos são rebeldes com a comunidade onde congrega. Pessoas assim ‘pulam de galho em galho’, procurando onde tem algo que lhes agrada. Cada dia procura uma igreja e um pastor que faça a sua vontade, e quando não estão satisfeitas, criam intrigas para que a liderança seja prejudicada”, alerta.

A segunda característica do espírito de Jezabel é a idolatria.

Antonio Junior fala da ligação de Jezabel com os ídolos. “Ela tinha um exército de profetas com mais de 850 homens sustentados por ela para cultuar deuses estranhos”, diz o pastor, explicando que a idolatria vai muito além de imagens de escultura.

“Idolatria é tudo aquilo que toma o lugar de Deus em nosso coração, pois o Senhor deve ser a prioridade em nossas vidas. Por exemplo, hoje existe um mundo gospel onde personalidades, como cantores e pastores, se destacam mais pelo seu carisma e talento do que pela sua fé em Cristo. E é aí que o espírito de Jezabel age”, adverte.

Ele diz que esse espírito faz com que as pessoas cultuem mais a “celebridade gospel” do que o próprio Senhor. E isso é algo que Deus odeia.

A terceira característica do espírito de Jezabel é a manipulação.

“Jezabel era manipuladora, ou seja, queria que tudo fosse do seu jeito. Tanto é que convenceu seu marido a abandonar ao Deus de Israel e adorar o deus Baal. Além disso, ela era muito invejosa”, esclarece.

Antonio Junior diz que a pessoa manipuladora mente para conseguir o que deseja, trai ou apunhala outros pelas costas e se vinga de quem não fizer sua vontade.

“O espírito de Jezabel entra em muitas igrejas através de pessoas que querem mandar em tudo. Algumas dessas pessoas já exercem funções de autoridade profissionalmente e refletem isso dentro da igreja achando que podem dar ordens aos irmãos como se fossem um empregado ou subordinado do trabalho.

Ele lembra que a Igreja não é lugar de maltratar ninguém e sim de demonstrar amor e companheirismo.” Se alguém tem um título de poder na sociedade, isso fica do lado de fora, mas na igreja somos todos irmãos e devemos ‘servir uns aos outros em amor’, conforme disse o apóstolo Paulo em Gálatas 5”.

E continua: “Por isso devemos ter cuidado ao colocar alguém na liderança que não trata bem os irmãos.”

A quarta característica do espírito de Jezabel é a perseguição.

“Essa mulher perseguiu os profetas de Deus ao ponto que muitos tiveram que se esconder para não serem mortos. O espírito de Jezabel pode ser percebido em igrejas onde pessoas são perseguidas pelos próprios irmãos”, diz o pastor.

Ele diz que “enfrentar perseguição externa, de pessoas ou situações que vem de fora da igreja é algo normal. Mas o espírito de Jezabel age dentro da igreja. Esta é uma estratégia do inimigo para enfraquecer o povo de Deus, pois Jesus disse: ‘Todo reino dividido contra si mesmo será arruinado, e toda cidade ou casa dividida contra si mesma não subsistirá’”.

O pastor aconselha que as pessoas tomem cuidado com aqueles que falam mal de outros irmãos ou que perseguem líderes e membros, pois estão sendo usadas pelo espírito de Jezabel.

Antonio Junior lembra que no Livro de Apocalipse, Jesus dá o seguinte aviso à igreja de Tiatira, que tolera esse “espírito de Jezabel” no meio ao seu povo:

“Ele disse: ‘Conheço as suas obras, o seu amor, a sua fé, o seu serviço e a sua perseverança, e sei que você está fazendo mais agora do que no princípio. No entanto, contra você tenho isto: você tolera Jezabel, aquela mulher que se diz profetisa. Com os seus ensinos, ela induz os meus servos à imoralidade sexual e a comerem alimentos sacrificados aos ídolos. Dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua imoralidade sexual, mas ela não quer se arrepender. Por isso, vou fazê-la adoecer e trarei grande sofrimento aos que cometem adultério com ela, a não ser que se arrependam das obras que ela pratica. Matarei os filhos dessa mulher. Então, todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda mentes e corações, e retribuirei a cada um de vocês de acordo com as suas obras’”.

“Então, se em sua igreja há alguém com essas características, comece a orar por essa pessoa, pois ela pode estar sendo dominada por um espírito demoníaco que precisa ser expulso. Mas tome cuidado para você também não ser usado pelo inimigo ao fazer fofocas e difamar esta pessoa. O amor é o cumprimento da lei, e como cristãos, devemos buscar a paz acima de tudo”, recomenda.

Assista:

[embedded content]

Print Friendly, PDF & Email

Add Comment

Deixe uma resposta