Palavra de Deus do dia | “Conhecer Deus é a senda para temer a Deus e evitar o mal” | Trecho 5

Um ser criado genuíno deve saber quem é o Criador, para que serve a criação do homem, como cumprir as responsabilidades de um ser criado, e como adorar o Senhor de toda a criação, deve compreender, captar, conhecer e se importar com as intenções, desejos e demandas do Criador, e deve agir de acordo com o caminho do Criador — temer a Deus e evitar o mal.

O que é temer a Deus? E como evitar o mal?

“Temer a Deus” não significa medo e horror indescritível, nem evadir, nem se afastar, nem é idolatração ou superstição. Antes, é admiração, estima, confiança, compreensão, cuidado, obediência, consagração, amor, bem como a adoração, a retribuição e a rendição incondicionais e submissas. Sem o conhecimento genuíno de Deus, a humanidade não terá admiração genuína, confiança genuína, compreensão genuína, cuidado ou obediência genuínos, mas apenas medo e desconforto, apenas dúvida, incompreensão, evasão e fuga; sem conhecimento genuíno de Deus, a humanidade não terá verdadeiras consagração e retribuição; sem conhecimento real de Deus, a humanidade não terá adoração e entrega genuínas, apenas idolatração cega e superstição; sem conhecimento genuíno de Deus, a humanidade não pode agir de acordo com o caminho de Deus, ou temer a Deus, ou evitar o mal. Em contrapartida, toda atividade e comportamento em que o homem se envolver serão repletos de rebeldia e desafio, com imputações caluniosas e julgamentos caluniosos sobre Ele, e com conduta maligna contrária à verdade e ao verdadeiro significado das palavras de Deus.

Tendo verdadeira confiança em Deus, a humanidade realmente saberá como seguir a Deus e depender Dele; somente com verdadeira confiança e dependência de Deus, a humanidade pode ter uma genuína compreensão e entendimento; juntamente com a real compreensão de Deus, vem o cuidado real por Ele; somente com o cuidado genuíno por Deus, a humanidade pode ter uma obediência genuína; somente com obediência genuína a Deus, a humanidade pode ter consagração genuína; somente com a consagração genuína a Deus, a humanidade pode ter uma retribuição incondicional e submissa; somente com confiança e dependência genuínas, compreensão e cuidado genuínos, obediência genuína, consagração e retribuição genuínas, a humanidade pode verdadeiramente conhecer o caráter e a essência de Deus e conhecer a identidade do Criador; somente quando ela vier a conhecer o Criador verdadeiramente, a humanidade poderá despertar em si mesma a adoração e entrega genuínas; somente quando tiver adoração verdadeira e se render verdadeiramente ao Criador, a humanidade será realmente capaz de deixar seus maus caminhos, isto é, evitar o mal.

Isso constitui todo o processo de “temer a Deus e evitar o mal” e é também o conteúdo em sua totalidade de temer a Deus e evitar o mal, bem como o caminho que deve ser percorrido para chegar a temer a Deus e evitar o mal.

“Temer a Deus e evitar o mal” e conhecer a Deus estão indivisivelmente conectados por uma miríade de fios, e a conexão entre eles é evidente. Se alguém deseja alcançar o repúdio ao mal, deve primeiro ter verdadeiro temor a Deus; se alguém deseja atingir o real temor a Deus, deve primeiro ter conhecimento real de Deus; se alguém deseja alcançar o conhecimento de Deus, deve primeiro experimentar as palavras de Deus, entrar na realidade das palavras de Deus, experimentar repreensão e disciplina de Deus, Seu castigo e julgamento; se alguém deseja experimentar as palavras de Deus, deve primeiro ficar face a face com as palavras de Deus, ficar face a face com Deus e pedir a Deus que forneça oportunidades para experimentar as palavras Dele na forma de ambientes diversos envolvendo pessoas, eventos e objetos; se alguém deseja ficar face a face com Deus e com as palavras de Deus, primeiro deve possuir um coração simples e honesto, prontidão para aceitar a verdade, vontade para suportar o sofrimento, a resolução e a coragem para evitar o mal, e a aspiração de tornar-se um ser criado genuíno… Deste modo, avançando passo a passo, você se aproximará cada vez mais de Deus, seu coração se tornará cada vez mais puro, e sua vida e o valor de estar vivo serão, junto com seu conhecimento de Deus, cada vez mais significativos e brilharão cada vez mais radiantemente. Até que, um dia, você sentirá que o Criador não é mais um enigma, que o Criador nunca esteve oculto de você, que o Criador nunca escondeu Seu rosto de você, que o Criador não está, de modo algum, longe de você, que O Criador não é mais Aquele que você constantemente anseia em seus pensamentos, mas que você não pode alcançar com seus sentimentos, que Ele está real e verdadeiramente de guarda à sua esquerda e direita, suprindo sua vida e controlando seu destino. Ele não está no horizonte remoto, nem se ocultou no alto das nuvens. Ele está ao seu lado, presidindo sobre tudo o que é o seu, Ele é tudo o que você tem, e Ele é a única coisa que você tem. Tal Deus permite que você O ame de coração, apegue-se a Ele, mantenha-O perto, admire-O, tema perdê-Lo e não esteja mais disposto a renunciar a Ele, nem mais a desobedecê-Lo, ou evitá-Lo ou mantê-Lo à distância. Tudo o que você quer é ter cuidado por Ele, obedecê-Lo, retribuir tudo o que Ele lhe dá e entregar-se ao Seu domínio. Você não se recusa mais a ser guiado, suprido, cuidado e mantido por Ele, não se recusa mais ao que Ele lhe determina e ordena. Tudo que você quer é segui-Lo, andar ao lado Dele à Sua esquerda ou direita, tudo o que você quer é aceitá-Lo como sua única vida, aceitá-Lo como seu único Senhor, seu único Deus.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne”

Add Comment

Deixe uma resposta