O que significa Deus ser o “Pai das luzes” em Tiago 1:17?

Você pergunta: Estudando a carta de Tiago, logo no capítulo 1, temos uma expressão que achei interessante e gostaria de entendê-la melhor, que é “Pai das luzes”. Entendo que Tiago está usado a expressão para falar de Deus Pai, porém, o que ele está querendo transmitir ali chamando Deus dessa forma? Pode me ajudar a entender?

Caro leitor, os escritores bíblicos usaram uma gama enorme de formas para falar sobre Deus, sobre Sua grandeza e características que Ele quis nos comunicar. Essas formas de falar sobre o Senhor nos ajudam muito a conhecer e a nos relacionarmos melhor com Ele. Vejamos o que significa Pai das luzes nesse texto:

O que significa Deus ser o “Pai das luzes” em Tiago 1:17?

O que significa “Pai das luzes” na Bíblia?

(1) No presente contexto Tiago está ensinando que Deus não tenta ninguém (Tiago 1:13). Ele demonstra claramente que a tentação que seus leitores enfrentavam vinha do exercício da cobiça interna, de sua própria carnalidade que era alimentada e de onde nascia o pecado. Se Deus a ninguém tenta, então, o que Deus faz? Como Ele age para com as pessoas? Tiago responde essa questão nos versos seguintes.

(2) Tiago explica que Deus não é a fonte da tentação, mas sim a fonte de todo bem, por isso, associá-lo à tentação era algo errado: “Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança” (Tiago 1:17). Nesse verso observamos como Tiago situa Deus como a fonte de onde brota todo tipo de bênção e coisas boas, e coloca aqui a expressão que é objetivo de nossa análise (Pai das luzes). Iremos agora analisá-la.

(3) Nesse texto a palavra Pai é “pater” no grego. Aqui tem a ideia de alguém que gerou, criou algo. Luzes é “phos”, que significa luz no grego. O significado mais provável é que Tiago está querendo mostrar a atividade de Deus como o criador dos corpos celestes (Sol, lua, estrelas, etc), daí termos um plural no texto (Luzes). Mas qual seria a mensagem que Tiago está querendo transmitir com essa expressão aplicada a Deus?

(4) A ideia central do texto possivelmente seja de que assim como os luminares, criados por Deus, funcionam com perfeição, realizando todo o propósito destinado por Deus a eles, da mesma forma, o fato de Deus ser imutável é também uma verdade inquestionável. Não existem oscilações em Deus. Os luminares criados pelo Senhor estão sujeitos a oscilações dentro do propósito para o qual foram criados. Por exemplo, existem fases da lua, eclipses, luz e sombra. No entanto, quando falamos de Deus não existem tais oscilações. Deus é todo bem e bênção em todos os seus propósitos.

(5) Isso tudo dentro desse contexto é uma analogia usada por Tiago para tranquilizar seus leitores de que Deus não iria mudar e trazer tentações sobre suas vidas para fazer com que eles pecassem para assim castigá-los. Deus não age assim. Deus não irá mudar os bons propósitos que têm para a vida de Seus servos. Ele cumprirá plenamente todas as Suas promessas até o fim. Essa é a certeza que o Pai das luzes, o criador de todas as coisas, dá aos Seus servos de forma plena! Ao contrário disso, Deus traz de si toda boa dádiva e todo tipo de dom para abençoar Seus servos. Os leitores originais de Tiago tinham que ter isso em mente. Quando olhassem para o céu e vissem os luminares, entenderiam que o Pai das Luzes, criador de toda aquela imensidão e grandeza, estava ao lado deles e não contra eles para tenta-los. O tentador era o inimigo, o diabo, e não Deus!

O post O que significa Deus ser o “Pai das luzes” em Tiago 1:17? apareceu primeiro em Esboçando Ideias.

Add Comment

Deixe uma resposta