Flamengo é campeão da Supercopa

Diante de 48 mil torcedores, Gabigol, Bruno Henrique e Arrascaeta marcam e o Rubro-negro leva a taça 

O primeiro título nacional de 2020 já tem dono! O Flamengo não deu chances para o Athletico Paranaense e venceu por 3 a 0. A equipe de Jorge Jesus mostrou mais uma vez que está em outro patamar. O jogo foi no estádio Mané Garrincha, em Brasília, neste domingo (16).

Primeiro Tempo

O Flamengo começou fazer pressão logo nos 15 minutos. Gabigol recebeu na ponta direita e levantou para Bruno Henrique cabecear para o fundo da rede. O camisa 27 subiu sozinho e não deu chance para o goleiro Santos e abriu o placar.

Aos 23, o time carioca chegou a alcançar 66% de posse de bola e cinco finalizações, contra nenhuma do Athletico. Aos 28, o lateral Márcio Azevedo falhou ao colocar a bola de peito para o goleiro e Gabigol aproveitou para empurrar para dentro do gol.

Segundo Tempo

O Furacão começou com duas alterações: Abner Vinícius no lugar de Márcio Azevedo, e Fernando Canesin na vaga de Khellven. Apesar das substituições, o jogo não mudou. Enquanto o Flamengo mantinha a pressão, o clube paranaense apostava nos contra-ataques. Aos 23, a pressão deu resultado. Bruno Henrique invadiu a área, tentou lançar para Gabigol, o goleiro Santos desviou e a bola sobrou para Arrascaeta marcar o terceiro.

Aos 24, a torcida Rubro-negra já gritava “É campeão” nas arquibancadas do estádio Mané Garrincha. Apesar da tentativa do adversário, o Flamengo se segurou e garantiu o primeiro título da Supercopa do Brasil.

Melhores momentos do jogo



Ficha Técnica – Flamengo x Athletico-PR

Estádio: Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 16/02/2020, às 11h
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Público/Renda: 48.009 pagantes/R$ R$ 7.423.760,00
Gramado: Irregular.
Cartões amarelo: Gabigol (FLA) / Erick, Nikão (CAP)
Cartão vermelho: –

Flamengo: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Gerson e Everton Ribeiro (Diego); Arrascaeta (Michael), Gabigol e Bruno Henrique. T: Jorge Jesus.

Athletico: Santos; Khellven (Fernando Canesin), Lucas Halter, Thiago Heleno e Márcio Azevedo (Abner Vinícius); Wellington, Erick, Léo Cittadini (Guilherme Bissoli) e Marquinhos Gabriel; Nikão e Rony.
Gols: Primeiro tempo: Bruno Henrique (14) e Gabigol (28). Segundo tempo: Arrascaeta (23).

Veja coletiva de Jorge Jesus e Gabigol após conquista do títiulo (Vídeo: Seu Time FC)

Premiação da Supercopa

Além de disputarem o primeiro título nacional da próxima temporada, os dois clubes dividirão uma premiação total de R$ 7 milhões, sendo R$ 5 milhões para o campeão e R$ 2 milhões para o vice.

Supercopa do Brasil

Supercopa do Brasil de 2020 é a terceira edição do torneio, que retorna após 28 anos. Uma competição brasileira de futebol, organizada pela Confederação Brasileira de Futebol que vai reunir as equipes campeãs do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil do ano anterior

Print Friendly, PDF & Email

Add Comment

Deixe uma resposta