O Deus homem que sangrou vermelho

4
0


O Deus homem que sangrou vermelho

Como início esta dissertação?
Ouso atacar uma corda de dissonância nesta nação,
Esperançosamente trazer uma ressonância retumbante da verdade…
Não estou preocupado em ser relevante, porque acredito que é evidente.

Na sua essência, o senso comum reconhece:
Todos sangramos vermelho.

Sim, todos nós sangramos em vermelho.
Então, precisamos acabar com o ódio.

Quem sangrou vermelho, o próprio Jesus, disse:
“Eles nos conhecerão por nosso amor”.

O que é o inimigo afinal? A própria imagem.
Que quer destruir a imagem de Deus.

O amor exige uma postura!
Que haja AMOR. Jesus é amor!

Revelação sem aplicação é uma abominação para a raça humana.

Veja bem, se nós, como crentes em Jesus, não respondermos com precisão para a situação que nos rodeia, estamos perdendo a oportunidade de aproveitá-la com amor autêntico.

Qual é o problema realmente?

De fato, sabemos que há racismo.
Não podemos negar ou tentar esconder.

E tudo parece praticamente canibalismo.
Nós estamos comendo nossa própria espécie,
e isso não é tudo, os fatos permanecem.

Apartheid, fascismo, socialismo, direitismo não são esconderijo, mas são planícies ocultas.

Ainda há segregação, discriminação, estratificação racial, queima do corpo, tráfico sexual…

Crianças-soldados recebendo metralhadoras: ensinadas a odiar e apontar pelo perverso.

O inimigo.
Quem é o inimigo?

Criamos títulos diferentes,

Nomes, identidades,

Mas estas são todas as crostas de algo infeccioso e mais profundo…

Com o objetivo de nos deixar gelados em uma tumba rochosa por toda a eternidade.

Essa é a proposta do inimigo. 

 

Ainda assim, nosso inimigo não são as pessoas, veja.
É o mal!

Ele se arrasta em nomes diferentes e jogos horríveis, mas no final é a mesma raiz… o mal!

Vilão, iníquo, superior amoral e malévolo

Agora desculpe minha abertura…

As questões raciais não terminam com mais programas, política, religiosidade.
É uma atrocidade pensar que estes têm a capacidade de derrotar esse inimigo chamado racismo…

Nós, você e eu, caracterizados pelo Nome de Jesus, precisamos olhar mais alto.
Não através de lentes ofuscadas, esperando algum dividendo.
Oferecendo uma visão e um final, mas temos que subir… mais alto.
Com uma perspectiva mais alta.

Isso e somente isso será eficaz.

Homens com noções errôneas apontam metralhadoras para oceanos… 

mesmo sendo humanos. O próprio espírito de assassinato agitando sua bandeira para erradicar a imagem.

A falácia permanecerá em exibição? Quando a verdade se libertará?

Na raiz de tudo
Não é sobre preto ou branco,
A cor ou o contorno da sua pele,
Tudo termina e começa em vocês,
Que foram criados à imagem de Deus.

Com fio para som… O som do céu.

Criado para conhecer o amor e ser amado por seu criador!

 

Por Jason Lee Jones, pastor, conferencista, pregador e mestre da Palavra reconhecido internacionalmente, além de ser poeta, compositor, músico e missionário.

* O conteúdo do texto acima é de colaboração voluntária, seu teor é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

This site is using SEO Baclinks plugin created by Locco.Ro