Milhares de jihadistas entram na Europa disfarçados de refugiados

53
0

Um jornal inglês publicou uma grave denúncia em sua edição de ontem (7). Mais de 4.000 soldados do Estado Islâmico entraram na Europa disfarçados de refugiados.

Esses membros da organização terrorista muçulmana juntaram-se aos fugitivos da guerra e atravessaram o mar Mediterrâneo visando chegar à Itália e depois à Alemanha e Suécia.

Segundo o Sunday Express, essa infiltração de militantes é parte de um elaborado plano de “vingança pelos ataques aéreos contra as posições do grupo” realizado pela coalizão internacional liderada pelos EUA.

Uma fonte do EI, que não quis se identificar, ressaltou: “Não queremos estabelecer o califado apenas na Síria, mas também no mundo inteiro”.

Para o diretor do Instituto russo de Estudos Políticos Aplicados, Grigory Dobromelov, essa crise migratória na Europa é um “fenômeno artificial”. Até o momento não havia esse movimento e, de repente, após quatro anos de conflitos milhares de pessoas simplesmente decidem ir para territórios europeus.

O caos existente nas fronteiras da União Europeia contribui para a penetração descontrolada de ilegais. Nenhum serviço secreto desses países conseguiria detectar os suspeitos nesta multidão de imigrantes.

Curiosamente, vídeos mostram que muitos refugiados muçulmanos se negaram a aceitar donativos doados pela Cruz Vermelha justamente por que as caixas continham cruzes, um símbolo cristão. Ou seja, eles preferem passar fome e sede do que aceitar algo de um cristão, mas pedem asilo em países cristãos?

This site is using SEO Baclinks plugin created by Locco.Ro

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here