Folclores da Igreja que parecem piadas de 1º de abril

41
0

Em uma Igreja com quase dois séculos de restauração, não é nenhuma surpresa que às vezes boatos se espalhem entre os seus mais de 16 milhões de milhões de membros

Boato 1: Caim é o Pé Grande

Esta é uma das lendas urbanas mais conhecidas entre os membros da Igreja. Devido a uma história altamente divulgada e invalidada, muitas pessoas acreditam que Caim (o filho de Adão e Eva e primeiro assassino do mundo) foi condenado a vagar pela terra para sempre como o Pé Grande. A história foi contada na biografia de Lycurgus Wilson por David W. Patten.

É verdade? Bem, provavelmente não.

Além da falta de fiabilidade histórica da instrução, também entra em conflito com o registro bíblico em alguns aspectos. Primeiro, Gênesis registra que durante o dilúvio, “expirou toda a carne que se movia sobre a terra,  (…) e todo homem. (…) toda substância viva que havia sobre a face da terra, desde o homem até o animal. (…) e ficaram somente Noé e os que com ele estavam na arca.” (Gênesis 7:21-23). Nenhuma explicação é oferecida sobre como Caim teria sobrevivido ao dilúvio ou por que ele deveria ser uma exceção para a destruição generalizada.

Também, o estado descrito de perpétua imortalidade parece ser “transladado”, tais como foram os seguidores de Enoque, Moisés, Elias, Alma, o filho, os três nefitas e João, o apóstolo. Para essa noção de Caim sendo transladado ser verdadeira, seria o único exemplo de uma pessoa iníqua que teria recebido esta bênção incomparável, quando em todos os outros casos, é reservada apenas para os mais justos.

Então, galera: é folclore.

Boato 2: Os estudantes da BYU não podem usar barba, porque Jesus não usa mais

Este é meu rumor favorito, porque é hilariantemente estranho demais. O boato afirma que um apóstolo (embora exatamente quem disse muda em várias versões da história) falou na BYU aos alunos que a razão pela qual eles não podem usar barba é porque a última vez que ele viu Jesus, ele estava sem barba.

Apesar de membros e especialmente estudantes da BYU gostarem de espalhar este boato, não há provas documentadas que este evento ocorreu. A história tem circulado há tempo suficiente para que o apóstolo mencionado na história muitas vezes tenha mudado para qualquer que seja o apóstolo ou profeta popular naquela época. [Hoje], é difícil acreditar que tal evento tenha acontecido sem que alguém tivesse feito pelo menos uma gravação no celular e publicado no YouTube no dia seguinte.

Boato 3: Albert Einstein disse que James E. Talmage era o homem mais inteligente que ele já conheceu.

Não sei como começou esse boato, mas eu estou brava com quem o começou porque eu queria muito que fosse verdade.

Esta lenda urbana propõe que o Einstein, que tinha um QI de gênio de pelo menos 160, disse que James E. Talmage era o homem mais inteligente que ele já conheceu.

O único problema? Não há registro de que Einstein e Talmage tenham se conhecido.

Embora Talmage e Einstein tenham sido contemporâneos, eles estavam em campos de estudo completamente diferentes. Talmage foi um geólogo proeminente, enquanto Einstein estava envolvido no estudo da física teórica avançada.

Então embora fosse fantástico se este boato fosse verdade, infelizmente é folclore também.

Fonte: Third Hour

Relacionado:

20 Rumores Hilários Sobre os Mórmons Que Você Ainda Não Ouviu

https://www.institutogamaliel.com/

This site is using SEO Baclinks plugin created by Locco.Ro

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here