“A pregação do momento é a que Jesus repreendeu no passado”, diz pastor

O pastor Leandro Barreto, líder da Poiema Church, em Taubaté (SP), fez um alerta sobre as fragilidades da “modernidade líquida”, que tem feito esta geração misturar vontades com propósitos.

“Você não quer ter carro, porque você vai de Uber. Você não precisa comprar uma bicicleta, porque você vai de patinete. Nunca vai no banco, porque já tem o aplicativo. Você não ama, você se apaixona e se desapaixona. Você tem novos valores, é minimalista e individualista”, disse na Conferência JesusCopy 2019, em vídeo publicado nesta quinta-feira (23).

Diante desta realidade, o pastor afirma que é preciso diagnosticar o ídolo do momento. “Por você ser crente, você não tem gnomo, não acredita em signos, não tem imagens de esculturas”, observa. “Mas quando o ídolo passa a morar dentro de você, como você repreende?”

Barreto usou como referência o texto bíblico de 2 Timóteo 3:1, que diz que nos últimos dias “haverá homens amantes de si mesmos”.

“Há muitos pregadores e cantores cristãos que estão amando só a si mesmos e o próprio ministério. E sabe o pior? A pregação que Jesus repreendeu, estamos aceitando: ‘Joga-te daqui para baixo, você pode! Transforme estas pedras em pães, não aceite essa escassez!’”, pontuou.

“A pregação do momento é a que Jesus repreendeu no passado. Mensagens que cultivam o ídolo do ‘eu’”, destaca Barreto.

O pastor explica que o principado do momento trabalha no ego das pessoas. “Ele não quer a pessoa que está do seu lado, ele quer você, o seu coração, o seu nome, a sua vida. Ele quer que você seja reconhecido, ainda que você perca o casamento nisso”, alerta.

Ele lembra que, nos anos 1990, Deus restaurou no Brasil a adoração e houve um avivamento. Quando isso aconteceu, ele observa que “alguém colocou um rótulo nisso e vendeu”. O mesmo aconteceu com o conceito bíblico de prosperidade: “Jesus continuava sendo o caminho, mas alguns pregadores se tornaram o pedágio”.

“Sempre que Deus está fazendo uma coisa genuína, no paralelo, o principado está trabalhando para adulterar aquilo”, explica. “Sempre que Deus está fazendo uma coisa verdadeira, o diabo faz uma coisa falsa”.

O que Deus está fazendo de verdadeiro nesse momento? Segundo Barreto, “a restauração da intencionalidade, do apostólico e da inteligência”.

“Nunca fomos tão bons de Bíblia, nunca fomos tão inteligentes, nunca fomos tão engajados em todas as coisas. Estamos nos tornando protagonistas de um país, e não mais vitimistas dele”, afirma.

“Mas o ídolo está junto da restauração. O ídolo é que você seja o centro. Mas você não é o centro do coração de Jesus”, destaca.

Confira a pregação completa:

[embedded content]

Print Friendly, PDF & Email

Add Comment

Deixe uma resposta